Os projetos de lei 4.872/17 e 5.275/18, data-base 2017 e auxílio-saúde, respectivamente, não entraram para a pauta de hoje na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Vetos do governador do estado, Fernando Pimentel, estão travando a pauta do Plenário, enquanto na Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária (CFFO) apenas um projeto e dois requerimentos estão pautados para o dia 07 de novembro. Grande parte das comissões estão sendo canceladas por falta de quórum.

 

Vale ressaltar que a data-base dos servidores já tramita há mais de 1 ano na Casa Legislativa, demora nunca antes vista em anos anteriores.

 

Representantes dos sindicatos SINDSEMPMG, SERJUSMIG e SINJUS estiveram presentes na tarde desta terça-feira para conversar com os deputados da ALMG e sentir como está a movimentação dos parlamentares a respeito dos projetos.

 

 

 

 

Os legisladores explicaram que há uma reunião extraordinária marcada para essa manhã afim de votar os vetos do governador e liberar a pauta para os projetos pendentes, mas até lá as medidas ficarão travadas.

 

De modo pressionar os deputados, os dirigentes estarão novamente na Casa, hoje às 10h, requerendo a votação dos projetos. Servidores que tiverem interesse em participar serão bem-vindos.

 

Sindicato busca respostas

O coordenador-geral do SINDSEMPMG, Eduardo Amorim, esteve reunido com o procurador-geral Adjunto Institucional, Nedens Ulisses Freire Vieira, que ratificou o posicionamento dado anteriormente de que os projetos serão aprovados pela ALMG, tendo inclusive citado reunião recente com o presidente da Casa, Adalclever Lopes.

 

A expectativa é que os PLs sejam apreciados no próximo dia 13 (terça-feira). Na oportunidade, Eduardo Amorim solicitou também ao PGJAI que a Administração Superior envide todos os esforços para inclusão do PL. 5.275/18 (auxílio-saúde) na pauta da CFFO.

 

Mais do que nunca precisamos da força e união da categoria para que os projetos sejam aprovados.

 

 

Fiquem atentos as convocações e chamadas para atos e mobilizações a favor dos seus direitos! Juntos somos mais fortes!

 

 

Fonte: Assessoria de Comunicação do SINDSEMPMG

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here