Publicação de data-base, e de editais de PVs, regulamentação do teletrabalho fazem parte dos temas debatidos

Parte da Diretoria Colegiada do SINDSEMPMG se reuniu, na última semana, para tratar da pauta de reivindicações dos servidores que encontra-se travada na PGJ. O Coordenador-geral, Eduardo Amorim, conduziu a reunião apresentando os principais pontos de preocupação dos servidores do MPMG.

Os representantes da entidade traçaram estratégias para garantir a efetividade das cobranças diante do atual contexto político, econômico e social totalmente desfavorável às negociações.

A tramitação de projetos como as Reformas Administrativa e Previdenciária e a contratação da Fundação João Pinheiro para estudo diagnóstico da carreira dos servidores do MPMG fazem parte de um cenário preocupante e requer lucidez e cautela para traçar uma linha de combate e cobrança das demandas.

Diante de pautas como os atrasos nas Data-base e nas publicações de editais de Promoções Verticais, além da necessidade de regulamentação do home office, a Diretoria optou por negociar junto ao Procurador Dr. Sergio Tonet a fixação de datas para os envios. No caso das PVs em atraso, já seria determinado um cronograma de publicação com o número de vagas em cada edital.

Discutidas e alinhadas as estratégias de cobranças, o SINDSEMPMG requereu reunião com o procurador-geral de Justiça para dialogar e buscar a melhor forma de destravamento e soluções para estas demandas da categoria.

Últimas

Mais Lidas

Você tambám vai se interessarRelacionado

Para você

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here