É preciso estar atento e forte! Essa frase nos remete, especialmente no dia do servidor e servidora pública deste ano, à necessidade permanente de resistência do serviço público nos últimos anos. Marcado pelo surgimento de um novo vírus, 2020 vem sendo atravessado por uma pandemia e pelo pandemônio criado pelo governo que deveria gerir a maior crise sanitária da nossa história.

Nesse cenário caótico, é o serviço público que vem garantindo a pesquisa da vacina nas Universidades, o atendimento universal aos doentes através do SUS, a assistência social aos vulneráveis e decisões judiciais necessárias à garantia de direitos. E, ironicamente, é erigido à posição de vilão das contas públicas e da crise financeira do Estado.

Uma narrativa incessante busca convencer a população de que mudanças profundas, que visam antes de mais nada precarizar os servidores e a qualidade dos serviços, será a tábua de salvação das contas públicas. Nós, classe trabalhadora do setor público, somos a última barreira para o total desmantelamento de serviços que garantem a manutenção do pacto civilizatório estabelecido pela Constituição de 1988. O projeto de Estado que pretendia o bem estar social e estruturou o serviço público como instrumento indispensável, se fragmenta a cada emenda ou reforma promovida pelo legislativo. E assim, vai-se abrindo caminho para o aprofundamento das desigualdades sociais já existentes em nosso país.

O momento nos convida a refletir e nos mobilizar diante desse cenário. Décadas de luta já garantiram inúmeros avanços e direitos, e não nos resta outro caminho se não resistir à ofensiva neoliberal que vem fragilizando nossa democracia. É chegada a hora de renovar nossas esperanças e empenhar energias para garantir a manutenção dos direitos duramente conquistados e frear a precarização do serviço público, tão necessário à população mais pobre e vulnerável. Nosso compromisso com o bem público é perene, não se finda com mandatos nem coligações, e se renova pelo bem comum a cada dia 28 de outubro.

Fonte: Comunicação ASSEMPERJ

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here